18 coisas que você faz ao revés

Sem saber bem a causa, seja porque te ensinaram assim, já por hábito ou por simples desconhecimento, há algumas ações que desenvolve de forma errada. Nós mostramos-lhe como fazê-los bem.

18 coisas que você faz ao revés

Artigos relacionados

A gripe de 1918: surgimento e propagação

Segunda-feira 10.09.2018

Prevenção do suicídio, a terceira causa de morte entre os mais jovens

Segunda-feira 10.09.2018

Não há um consumo mínimo de álcool é seguro durante a gravidez para o feto

Segunda-feira 10.09.2018

1. Joga a cabeça para trás, se se sangrar o nariz

Diante de uma hemorragia nasal, a primeira coisa que você deve fazer é tampar o nariz, pressionando a parte superior com os dedos em forma de pinça, e inclinar a cabeça para a frente. Só desta forma comprimirás a perda e conseguirá que o sangue de drenar para fora para evitar tragarla ou que passe para as vias respiratórias.

2. Abrigarte para suar a febre

Quando você tiver febre, deve evitar de três coisas: abrigarte, banhar com água gelada e dar friegas de álcool (podem causar, especialmente as crianças, uma intoxicação de álcool). O que tens de fazer é tomar um antipirético e desabrigarte (que não desnudarte) ou tomar banho de água morna para reduzir sua temperatura corporal.

3. Tomar café ao acordar

Seu corpo tem um relógio interno que se encarrega de aumentar o seu grau de alerta à primeira hora da manhã, com o aumento da produção de cortisol. Estes níveis vão diminuindo nas horas subsequentes, o que é mais eficaz adiar o consumo de café (e seu efeito estimulante) duas ou três horas depois de se levantar, e não ao acordar, como de costume.

4. Fazer a dieta de sua vizinha

A hora de entrar em regime, é preciso que tenha em conta uma série de fatores como o sexo, a idade, as alergias e intolerâncias alimentares e/ou doenças, como a hipertensão ou a diabetes, já que condicionarão o conteúdo nutricional e calórico. Por isso, é fundamental não fazer a dieta de outras pessoas sem a avaliação prévia de um médico/nutricionista.

5. Pular o café da manhã

Uma dieta equilibrada exige 5 refeições ao dia: café da manhã, almoço, almoço, lanche e jantar. O primeiro se dá energia para enfrentar as tarefas de manhã e evita comer demais nas refeições principais por um excesso de apetite. Mais importante ainda é em crianças, já que não tomar o pequeno-almoço é, juntamente com o sedentarismo, o risco mais frequente que leva à obesidade infantil.

6. Usar sapatos de salto alto ou totalmente planos

Um calçado com salto muito alto favorece a sobrecarga no antepé e apoio à formação de juanetes, dedos em garra e infecções das unhas. Um muito plano (tipo chinelos ou sapatilhas) pode causar problemas na região do calcanhar como calos, fascite plantar ou tendinite no tendão de Aquiles. O ideal é que você use um sapato com salto moderado, largura adequada e uma boa fixação.

7. Escovar os dentes nada mais comer

Se você comer alimentos com alto teor de ácido (frutas, sucos, vinho ou café), deverá aguardar 30 minutos para lavar os dentes, porque, se o que você dissesse nada mais comer, repartirías o ácido por toda a boca e se arriesgarías a sofrer de cáries. Assim, deixa de agir a saliva para que neutraliza o pH do que você comeu e faça seu trabalho anti-séptica.

8. Tomar fruta de sobremesa

A fruta tem um monossacarídeo chamado frutose que, ingerida após a refeição, provoca um aumento rápido dos níveis de insulina no sangue e faz com que tudo o que era comido tenha mais facilidade para se transformar em gordura. Além disso, em ocasiões produz gases. Por tudo isso, o ideal é separar a ingestão de frutas nas refeições principais.

9. Dormir com a tv

Ver televisão ou usar outros dispositivos eletrônicos com tela antes de dormir diminui o tempo e a qualidade do descanso. Isto se deve a que a luz emitida tem um comprimento de onda que inibe a produção de melatonina no cérebro, hormônio responsável por induzir e manter o sono.

10. Levar sacos grandes

Um shopping bag ou outro saco grande costuma ser sinônimo de uma grande carga conduzida de forma inadequada, o que provoca lesões de ombro e nas costas, como tendinites, contraturas cervicais, whiplash e dores lombares. O ideal é levar somente o essencial (que não ultrapasse 3% do seu peso) e optar por uma bolsa no ombro. Melhor se o levar cruzado.

11. Lavar muito

A água dissolve o manto lipídico e a camada córnea, que protegem a pele, fazendo com que esta se desidratado. Para evitar que isso aconteça, lave as mãos um máximo de cinco vezes, tome um duche de uma única vez ao dia, incluindo o cabelo (ao contrário do que se possa pensar, o cabelo não apodrece se lavar diariamente) e utiliza produtos o mais neutros possível e com pouco perfume.

12. Usar um sutiã qualquer

70% das mulheres usa o sutiã certo e 9 de cada 10 desconhece o seu tamanho. Para evitar que isso afete a sua saúde e a sua higiene postural, tenha em conta que o seu sutiã não deve espreme (ou deixar marca), as alças devem ficar retas e a parte de trás em posição horizontal, e o anel nunca atirar-te o peito, nem ser retirado.

13. Beber água em excesso

Muita água obriga aos seus rins a eliminar mais líquidos e, com ele, eletrólitos que são necessários para o organismo, como o cálcio, o potássio, o magnésio e o sódio. O ideal é que ingieras dois litros e meio por dia, mas atenção!: esta quantidade se incluem também os alimentos que você come (pensa que um bife de carne grelhado médio fato tem 40% de água).

14. Abusar do sal (ou prescindir totalmente dela)

O sal só é prejudicial para quem não a pode eliminar, por que são eles e não toda a família que devem substituir este tempero por outros, como a caiena, o alecrim ou orégano (as pessoas jovens com a tensão baixa, podem sofrer tonturas, perda de consciência ou lipotimias se eliminam esta substância). O ideal é cozinhar os alimentos no ponto certo de sal.

15. Tomar analgésicos para o primeiro dor

Com o consumo de analgésicos, há que ser especialmente cuidadoso: não é recomendável tomá-los com muita frequência, pois pode gerar uma tolerância ao mesmo, mas também não deixar que a dor seja instituído e aguentar muitos dias sem tomar nada, porque depois será muito mais difícil de tratar (e você vai precisar de uma dose dupla).

16. Deixar o difícil para o final

Se você fizer assim, você tem que saber que tentando evitar o difícil conseguir exatamente o contrário: que tudo se torne ainda mais complexo. Começa com as tarefas mais árduas: além de transmitirte uma mensagem de confiança em si mesmo ao não evitar o desafio, afrontarás o resto de tarefas com maior segurança (com aquela sensação de que o pior já passou) e o alívio e a paz de espírito que refletirá em um melhor desempenho geral no dia.

17. Cruzar as pernas

Tão comum que certamente o fizer sem perceber, este gesto afeta sua volta (já que o obriga a carregar todo o peso em um lado só, fazendo com que sua coluna se incline) e os músculos de seu quadril (fazendo com que você se saia um pouco do osso da coxa e ao levantar-se pode notar uma perna mais comprida que a outra). Sente-se sempre com os pés tocando o solo, formando um ângulo de 90 graus, tanto nos joelhos, como no quadril.

18. Fumar para relaxar

A sensação de alívio e relaxamento que ocorreram com um cigarro se deve apenas a calma que sua síndrome de abstinência. De fato, fumar provoca a sua ansiedade. O melhor que você pode fazer por sua saúde em geral e a de sua família, é abandonar o hábito de cigarros fumados hoje mesmo.

Tem dúvidas? Plantéalas nos comentários e responderemos com prazer.

Esta informação foi elaborada a partir das reflexões dos doutores Alberto Aliaga (endócrino da unidade de obesidade e síndrome metabólica • Hospital Quirónsalud Sagrado Coração-Obemets), Maite Barbeiro González (chefe da unidade de ortodontia e odontopediatría • Hospital Quirónsalud Bizkaia), Antonio de Deus (psicologia • Hospital Quirónsalud Marbella), Javier Domingo Cebollada (chefe de serviço de traumatologia • Hospital Quirónsalud Zaragoza), Anjo Conceição Clemente (cardiologista • Hospital Quirónsalud Tenerife), Jesus Santiago (anestesiologista • Hospital Quirónsalud Tenerife), Teresa Gómez Sugrañés (ginecologista • Centro Médico Teknon), douglas vieira Merino (dermatologista • hospitais Quirónsalud Costa Adeje Tenerife), Gonzalo Pin Arvoredo (chefe da unidade do sono • Hospital Quirónsalud Valência), Raquel Rios (traumatóloga • Hospital Quirónsalud Campo de Gibraltar).

A finalidade deste blog é fornecer informações de saúde que, em qualquer caso, substitui a consulta com o seu médico. Este blog está sujeito a moderação, de forma que excluem-se dele os comentários ofensivos, publicitários, ou que não se considerem adequados em relação com o tema que trata cada um dos artigos.

Os textos, artigos e conteúdos deste BLOG estão sujeitos e protegidos por direitos de propriedade intelectual e industrial, dispondo QUIRÓNSALUD as permissões necessárias para a utilização das imagens, fotografias, textos, desenhos, animações e outros conteúdos ou elementos do blog. O acesso e utilização deste site não confere ao internauta qualquer tipo de licença ou direito de uso ou exploração de qualquer um, por isso o uso, reprodução, distribuição, comunicação pública, transformação ou qualquer outra atividade similar ou análoga, está totalmente proibida sem a autorização expressa por escrito de QUIRÓNSALUD . Para estes efeitos, e no que diz respeito ao texto deste blog, o mesmo está sujeito à licença Creative Commons, o que pode ser reproduzido em outros sites, mas você deve citar-se o autor e inserir um link para esta publicação.

QUIRÓNSALUD se reserva o direito de retirar ou suspender temporária ou definitivamente, a qualquer momento e sem necessidade de aviso prévio, o acesso ao blog e/ou os conteúdos do mesmo para todos os Visitantes, internautas ou usuários de internet que não cumpram o estabelecido no presente Aviso, tudo isso sem prejuízo do exercício das acções contra os mesmos que procedam conforme a Lei e o Direito.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply