39 novas organizações de saúde recebem acreditação QH

O presidente do Instituto para o Desenvolvimento e Integração da Saúde (IDIS), Luis Mayero, defende a implementação de políticas reformistas e integradoras para melhorar a qualidade dos cuidados de saúde, além de um sistema estatalizado, em seu discurso na entrega das Credenciais QH (Quality Healthcare), que reconhece a qualidade de entidades sanitárias, Mayero foi mencionada a eliminação de ineficiências e a parceria público-privada como desafios para melhorar a gestão e a inovação em saúde

Acreditação QH da Fundação IDIS para 39 novas organizações de saúdeOs premiados com as acreditações QH/Foto fornecida pela Fundação IDIS O IDIS defende que as CCAA dedicam fundos para reduzir as listas de espera

Quinta-feira 14.09.2017

Listas de espera: Saúde privada propõe plano de choque por 1.500 milhões

Quinta-feira 31.08.2017

Nove de cada 10 usuários da saúde privada recomenda a sua utilização

Quarta-feira 31.05.2017

A qualidade assistencial e a melhoria dos resultados em saúde são objetivos-chave dos sistemas de saúde. Em Espanha avançam, mas também de forma constante, as iniciativas para a implantação de observatórios regionais que avaliem estas áreas.

O Instituto para o Desenvolvimento e Integração da Saúde (Fundação IDIS), com a colaboração da Associação Portuguesa para a Qualidade (AEC), foi entregue os Certificados QH (Quality Healthcare), que reconhecem o esforço realizado pelas organizações assistenciais na senda da qualidade e incentiva a sua melhoria contínua.

Essa mesma tendência de progressão constante se viu refletida nesta quarta convocatória, que recebeu 116 pedidos.

Para a Fundação IDIS é um orgulho poder estar colaborando com esta iniciativa para a melhoria contínua da qualidade no sistema de saúde, em benefício da segurança do próprio paciente e para a consecução dos melhores resultados de saúde. A boa acolhida e a alta resposta que você está recebendo é um exemplo claro da preocupação por trabalhar nesta linha que promove a excelência e estimula a competitividade de todas as organizações provisoras, públicas e privadas”, foi apontado Luis Mayero.

39 novas organizações receberam a Acreditação QH, mas, além disso, 5 melhoram o seu nível de convocação prévia e 2 melhoram o seu nível e a renovação.

Do total de 116 solicitações recebidas, 75 eram novas, 12, melhorias, e 29, renovações da primeira convocação. E, atendendo ao tipo de centro, 24 eram públicos; 71, privados; 18, convencionados; e 3 mútuas.

Com essas entidades, no total, já são 115 as organizações de saúde credenciadas e 12 que melhoraram o seu nível de acreditação.

Encontramos um cenário que nos permite extrair algumas conclusões – explicou durante o ato de entrega Manuel Vilches, diretor geral da Fundação IDIS- como, por exemplo, que todos os atores -administrador, gestor, profissional de saúde e paciente – somadas para obter uma assistência de excelência; que era necessário contar com um indicador sintético de qualidade como a acreditação QH que contemplase todas as certificações oficiais do setor de saúde, provisor, com seus respectivos indicadores”.

Nesta quarta chamada, o Comité Auditor que avaliou as solicitações foi constituído como nas edições anteriores, por Marta Villanueva, diretora-geral da Associação Portuguesa para a Qualidade, Felix Bravo, presidente da Associação Territorial de Lisboa da Sociedade Portuguesa de Gestores de Saúde (PREGAR), Antonio Torralba, como representante da Aliança Geral de Pacientes (AGP), além do presidente da Fundação IDIS, Luis Mayero.

Eles (Antonio Bernal, o presidente da AGP, em representação desta entidade), foram os encarregados de fazer a entrega dos certificados QH, dentro de uma jornada em que houve também espaço para várias intervenções: uma palestra a cargo de Silvana santos fc até hoje, CEO do santos fc até hoje & Partners Consulting, com o título de “A experiência do paciente como alavanca de diferenciação estratégica” e duas palestras relacionadas com a qualidade e assistência, os profissionais e os pacientes desenvolvidas por Manuel Vilches, e Roberto Saldanha, diretor da confederação sem fio no segundo.

Organizações de saúde com Acreditação QH, em suas diferentes categorias

A categoria “Acreditação QH”, nesta quarta edição, é integrada por: Centro de Especialidades Médicas do Bairro (Palmeiras) e Hospiten Rocha, Centro São João De Deus, Loures (Lisboa); Fundação Instituto São José (Lisboa); Hospital Virgen del Mar (Madrid); Ibermutuamur, Mútua Colaboradora com a Segurança Social nº 274; os centros de Inova Ocular: ICO Barcelona, Clínica Dr. Soler, Oculsur, Virgem de Luján, Begitek, Clínica Vila e Clínica Muinhos; e Grupo IVI-Instituto Valenciano de Fertilidade.

A “Acreditação QH + 1 estrela” tem sido concedido a: Ambulâncias de Lorca (Murcia); Clínica IMQ Virgem Branca, de Goiânia; Hospital Puerta de Hierro, em Madrid, e para os centros médicos Milenium Conde Duque, Rainha Vitória, Robresa, Balmes, Iradier, Valência, Múrcia e Córdoba.

Por outro lado, a “Acreditação QH + 2 estrelas” foi concedido a: Hospital Universitário de Fuenlabrada (Madrid); os centros médicos Milenium Lisboa, Costa Rica, Nicasio Galego, Núñez de Balboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Imperial Tarraco, Artaza, são paulo, belo horizonte e Buhaira; e a Organização de Saúde Integrada Bilbao Interesse.

Nesta quarta convocatória de Credenciamento QH de IDIS também são reconhecidos e 7 centros melhorar o seu nível de acreditação. Desta forma, receberam a “Acreditação QH + 1 estrela” o Hospital e O Anjo, de Málaga, e o Hospital Mediterrâneo, de Almería, -ambos do Grupo HLA-; o Hospital Mesa do Castelo, de Madri; Inova Ocular Da Arruzafa, de Córdoba; MAZ-Mútua Colaboradora com a Segurança Social nº 11; e MD Anderson Cancer Center, em Madrid. Por sua parte, o Hospital Da Vega-Grupo HLA, de Múrcia, obteve a “Acreditação QH + 2 estrelas”.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply