8 hábitos que prejudicam a sua saúde

A inatividade física, a comida rápida ou estresse, não fazem mais do que prejudicar a sua saúde. Tome nota e faça algo para removê-los da sua rotina diária. Seu corpo e mente vão agradecer.

8 hábitos que prejudicam a sua saúde

Artigos relacionados

A gripe de 1918: surgimento e propagação

Segunda-feira 10.09.2018

Prevenção do suicídio, a terceira causa de morte entre os mais jovens

Segunda-feira 10.09.2018

Não há um consumo mínimo de álcool é seguro durante a gravidez para o feto

Segunda-feira 10.09.2018

O turbilhão do dia-a-dia muitas vezes empurra a incorporar alguns maus hábitos que passarão fatura o dia de amanhã. Por isso, seja cuidadoso e evite-os.

1. Pular o café da manhã

Não tome o pequeno almoço por falta de tempo ou medo de engordar? Erro! Aumentará de peso, porque você terá mais fome durante o resto do dia e fará com que seleccione pior dos alimentos, tendendo a comer os mais gordurosos e ricos em açúcares simples.

O pequeno-almoço deve constituir entre 15-25% de nossa energia diária. Um pequeno-almoço ideal é composto por: laticínios (leite, iogurte, queijo), hidratos de carbono (pão integral, cereais integrais…) e frutas. Você pode adicionar óleo de oliva, nozes e até um pouco de proteína magra: presunto sem gordura, atum natural…

2. A comida rápida, os lanches e o lanche

Beber um suco vegetal ou fruta natural, ou tomar quatro porcas é totalmente recomendado em uma dieta saudável. São os chamados lanches saudáveis. Agora, se falamos de outro tipo de petiscos como ganchitos, batatas fritas, gomas ou de chocolate ricas em gorduras… é claro que vão ser prejudiciais para a nossa saúde.

3. Jantar tarde e mal

Já diz o ditado: toma-o como um rei, come como um burguês e jantar como um mendigo. Jantar tarde faz com que você tenha mais problemas para um descanso adequado, porque o seu organismo terá que fazer a digestão nas horas em que você está dormindo.

Por outro lado, você acumulará mais “fome” e acabar a ingerir muito mais calorias do que as recomendadas, que já não queimá-los-ás, pois, te retirarás a dormir. Lembre-se que o jantar não deve representar mais de 20% da energia total da dieta.

4. A vida sedentária

É uma das 10 principais causas de mortalidade, morbidade e incapacidade e constitui o segundo fator de risco mais importante para a saúde após o tabagismo.

A inatividade faz com que se enfraqueçam os teus ossos e perca massa muscular. Você se sente mais fraco e suas chances de sofrer de artrite, artrose ou osteoporose serão muito maiores no futuro. Também favorece a ocorrência do excesso de peso e doença cardiovascular. Você ainda não estás convencido?

É fundamental a prevenção do sedentarismo, especialmente na infância. Como? Com a adoção de um estilo de vida “ativo” que inclua a prática de exercício físico regular e diária. Bastam 30 minutos diários de atividade física, que pode incluir desde a sair para passear com o cachorro, dançar ou praticar um esporte.

5. Não cuidar da sua vista

Os avanços tecnológicos da vida moderna fazem com que um grande número de pessoas se veja obrigado a passar muito tempo na frente do computador, assim como de outros dispositivos eletrônicos. Esta elevada demanda visual, ligada a fatores ambientais, trouxe como consequência o aparecimento de um conjunto de sintomas que foram descritos como síndrome visual do computador (SVO).

Esta síndrome, que afeta três em cada quatro trabalhadores impacto em sua qualidade de vida e caracteriza-se por sintomas como olhos secos, dores de cabeça, fadiga ocular, visão turva e dupla e dores de pescoço, costas ou ombros.

Se este é o seu caso, procuraevitar os reflexos, ter uma boa iluminação, fazer uma pausa, piscando para umedecer os olhos, e, no caso de que seja necessário, aplicar lágrimas artificiais.

6. Estar sempre estressado

Imagine que quando o seu carro está em ponto morto, em vez de estar em 1000 rotações por minuto estivesse em 3000 o Que aconteceria? Pois que, para além de gastar um monte de gasolina estaria submetendo ao motor uma tensão desnecessária, que acabaria dañándolo. Assim é o estresse para o organismo, em situações de perigo físico faz bem para superá-lo, mas no dia-a-dia tudo que faz é consumir recursos do organismo sem utilizá-los para nada de útil. E tudo porque você diz ao seu corpo que está em perigo em situações que, embora pareçam difíceis, não representam qualquer perigo imediato para a sua sobrevivência.

A chave passa, sobretudo, por aumentar a sua segurança pessoal, para as situações em que se depara no dia-a-dia não as identifique como um perigo. Também por alterar o padrão de seu pensamento, já que as pessoas que permanentemente pensam em negativo estão submetidas a uma fonte de estresse permanente.

7. As preocupações

‘Pre-ocupar-se’, como o seu nome indica, significa ocupar-se antes do tempo e é óbvio que você não deve tratar agora de coisas que ainda não ocorreram. Isso significa que você colocar seu corpo em tensão e sua mente para trabalhar, e você não deve esquecer que as células que mais consomem energia são os neurônios.

Além disso, quanto mais você se preocupa por algo negativo, mais fica a sua mente, mas sim as emoções de medo, raiva ou tristeza que está sentindo e, em vez de buscar soluções para resolvê-lo, o que se faz é se concentrar mais nas características negativas da situação, criando-se um círculo vicioso.

Como diz o provérbio chinês: “Se uma coisa tem a solução, para que se preocupar? E, se não tiver, para que se preocupar?

8. Não incluir um logotipo da sua creme

A pele é a barreira que o protege do ambiente e reservas é cuidar de uma parte fundamental de seu corpo.

As agressões externas produzidas pelo sol, o ar e todo tipo de agentes químicos e ambientais fazem com que sua pele sofra e se reseque. Por isso há que prestar especial atenção ao seu nível de hidratação. O uso de creme não só melhora a consistência da epiderme, mas também mantém a umidade, contribui para a regeneração de células, fornece vitaminas e outras substâncias essenciais e aumenta a elasticidade.

Já sabe, toma nota e elimina estes maus hde sua rotina diária. Seu corpo e mente vão agradecer.

Tem dúvidas? Plantéalas nos comentários e responderemos com prazer.

Esta informação foi elaborada a partir das reflexões de Carina Gimeno (nutricionista da Unidade de Obesidade em Quirónsalud Valência), Antonio de Deus (chefe do serviço de psicologia no Hospital Quirónsalud Marbella) e os doutores Javier Domingo (chefe de serviço de Pediatria no Hospital Quirónsalud Zaragoza), Paula Bergua (responsável pela Unidade de Dermatologia no Hospital de Dia Quirónsalud Zaragoza) e Emanuel Barberá (oftalmologista), no Instituto Oftalmológico Quirónsalud A Coruña).

A finalidade deste blog é fornecer informações de saúde que, em qualquer caso, substitui a consulta com o seu médico. Este blog está sujeito a moderação, de forma que excluem-se dele os comentários ofensivos, publicitários, ou que não se considerem adequados em relação com o tema que trata cada um dos artigos.
Os textos, artigos e conteúdos deste BLOG estão sujeitos e protegidos por direitos de propriedade intelectual e industrial, dispondo das empresas que formam o Grupo QUIRÓNSALUD (Rede de centros Quirónsalud), as permissões necessárias para a utilização das imagens,fotografias, textos, desenhos, animações e outros conteúdos ou elementos do blog. O acesso e utilização deste site não confere ao internauta qualquer tipo de licença ou direito de uso ou exploração de qualquer um, por isso o uso, reprodução, distribuição, comunicação pública, transformação ou qualquer outra atividade similar ou análoga, está totalmente proibida sem a autorização expressa por escrito do Grupo QUIRÓNSALUD. Para estes efeitos, e no que diz respeito ao texto deste blog, o mesmo está sujeito à licença Creative Commons, o que pode ser reproduzido em outros sites, mas você deve citar-se o autor e inserir um link para esta publicação.
QUIRÓNSALUD se reserva o direito de retirar ou suspender temporária ou definitivamente, a qualquer momento e sem necessidade de aviso prévio, o acesso ao blog e/ou os conteúdos do mesmo para todos os visitantes, internautas ou usuários de internet que não cumpram o estabelecido no presente Aviso, tudo isso sem prejuízo do exercício das acções contra os mesmos que procedam conforme a Lei e o Direito.

(2 votos, média: 2,00 out of 5)
Loading…

Leave a Reply