‘A próstata importa’

'A próstata importa'Campanha ‘A próstata importa’./ Imagem cedida pela GSK

Artigos relacionados

Uma década do robô da Vinci em Portugal, a melhor tecnologia em urologia

Quinta-feira 19.11.2015

Avanços na abordagem do câncer de próstata

Quinta-feira 15.10.2015

A clínica CEMTRO, à vanguarda mundial em cirurgia prostática

Quinta-feira 25.06.2015

A campanha “A próstata importa” persegue que essas pessoas devem consultar com seu médico para receber o tratamento, que nem sempre é medicamentoso ou cirúrgico, já que em boa medida se baseia em dicas de qualidade de vida.

Esta iniciativa foi impulsionada pela farmacêutica GSK e foi aprovada, e apresentada em conferência de imprensa, por representantes da Associação Espanhola de Urologia (AEU) e de sociedades médicas de atenção primária Semergen, de medicina de família e comunitária Semfyc e de médicos gerais Semg, além do Colégio Oficial de Farmacêuticos de Madrid.

Os médicos, como José Maria Cozar, presidente da AEU, têm incidido sobre a necessidade de consultar o seu médico se apresentam distúrbios urinários, tais como a dificuldade para começar a urinar ou que a urina flua de forma fraca ou lenta.

Diante destes sinais, deve dirigir-se ao médico para verificar se não padece desta doença que tem um impacto importante na qualidade de vida dos pacientes, muitos dos quais a assumem como uma condição própria da idade.

próstata

Assumem os sintomas e não vão ao médico “, por vergonha ou pudor” de ter que discuti-las ou por medo de que possa tratar-se de outra doença mais grave, como foi comentado em Julho Zarco, diretor-geral de Coordenação da Atenção ao Cidadão e Humanização de Cuidados de Saúde da Comunidade de Madrid.

A Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP)

É a patologia mais prevalente nas consultas de urologia, já que mais de 50 % dos maiores de 50 anos vão sufrirla, de acordo com Cozar, e mais de 60 % de pessoas com mais de 60.

Por isso, é importante consultar o médico antes de o primeiro sintoma para ajudá-los com um tratamento que em um terço dos pacientes, com sinais leves, pode consistir em seguir uma série de dicas.

Para melhorar os sintomas causados pela DOENÇA, os médicos recomendam evitar beber mais de dois litros de água por dia e tentar não fazê-lo antes de dormir ou em momentos em que não tenha fácil acesso a uma casa de banho.

Além disso, também incentivam consultar o médico, como disse Antonio Fernández-Pro Ledesma, presidente da Semg, para “conciliar o kit”, ou seja, para evitar fármacos recomendados ou que os que engolir o faça nos momentos ideais para beber água.

Devem buscar, além de esvaziar completamente a bexiga em cada micção e consultar o médico para realizar os exercícios e técnicas específicas de treino, mas também têm que tentar manter seu peso e fazer exercício regularmente.

Para divulgar a campanha, um urologista, um médico e uma enfermeira se deslocam em um ônibus para vários pontos de Madrid para atender as consultas sobre a próstata dos pacientes, que também poderão se informar no site da campanha.

.-Efesalud

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply